Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Tabata Amaral: "Alexandre Saraiva recebeu uma punição por fazer o seu trabalho"

Tabata Amaral: “Alexandre Saraiva recebeu uma punição por fazer o seu trabalho”
Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) disse nesta sexta (16) que o delegado Alexandre Saraiva foi exonerado do comando da PF no Amazonas “por fazer o seu trabalho”.

“É importante ressaltar: Alexandre Saraiva recebeu uma punição por fazer o seu trabalho. Ou seja, todos os valores estão invertidos”, disse a deputada a O Antagonista. “Então, quando a gente começa a ver esse tipo de perseguição, esse tipo de atuação por parte do governo Bolsonaro, a gente vai vendo uma erosão de vários pilares da nossa democracia”.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, já demonstrou com ações, posicionamentos, que ele é inimigo do nosso meio ambiente“, acrescentou a deputada. “E cada vez fica mais claro que para além de toda a sua omissão no combate ao desmatamento, ele vem sendo conivente com uma série de práticas criminosas. E isso fica ainda mais evidente com a situação que foi trazida pelo ex-superintendente [da PF] no Amazonas”.

Para a deputada, o Brasil tem posição natural e privilegiada para liderar o debate internacional sobre meio ambiente e mudanças climáticas, mas hoje ocorre o contrário.

 “O governo Bolsonaro está fazendo com que o Brasil seja cada vez mais motivo de chacota, motivo de preocupação mundo afora, e a pauta ambiental tem tudo a ver com isso. Não só o nosso desenvolvimento sustentável e o nosso meio ambiente estão em risco, mas também o nosso desenvolvimento econômico, também o nosso desenvolvimento social”, afirmou.

“Já passou da hora de a gente dar um basta a isso”, acrescentou. A deputada disse que vai assinar o pedido de CPI para investigar a atuação de Ricardo Salles sobre madeira no Amazonas.

Leia tambémExoneração de Saraiva foi “clara retaliação”, diz senador Contarato

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO