“Talvez o presidente seja o último a encorajar a população a enfrentar o vírus”

“Talvez o presidente seja o último a encorajar a população a enfrentar o vírus”
Edson Aparecido, secretário municipal de saúde

O secretário municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido dos Santos, disse que o mês de março será “muito difícil” em razão do avanço da pandemia de Covid-19.

Mesmo para cidades como a nossa que tem uma estrutura hospitalar capaz de atender as pessoas, mas com uma evolução tão rápida, como nós estamos vendo no número de casos, internações e, futuramente, de óbitos, nós teremos um mês de março muito difícil no país”, afirmou em entrevista à CNN Brasil.

Aparecido também criticou as falas de Jair Bolsonaro em evento no Ceará nesta sexta-feira. Um dia depois de o Brasil alcançar a marca de 250 mil mortes por Covid-19, o presidente voltou a disparar contra as medidas de distanciamento social promovidas por prefeitos e governadores.

É lastimável. Talvez o presidente da República do nosso país seja o último líder a ainda encorajar a população a enfrentar um vírus que é desconhecido, que mata sobretudo a população nossa idosa e que já causou muitos danos às famílias brasileiras e vai causar muito mais.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO