Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Tarcísio quer privatizar aeroportos antes de deixar cargo para disputar eleição

Ministro deve sair em abril para concorrer ao governo de SP, a pedido de Bolsonaro; ele pressionou a Anac para aprovar edital de Congonhas e Santos Dumont
Tarcísio quer privatizar aeroportos antes de deixar cargo para disputar eleição
Foto: Ricardo Botelho/MInfra

Tarcísio de Freitas quer antecipar para março o leilão da última rodada de aeroportos —que inclui Congonhas e Santos Dumont, os mais valiosos— porque terá de deixar o cargo em abril para disputar o governo de São Paulo, a pedido de Jair Bolsonaro, informa a Folha.

O ministro da Infraestrutura terá de deixar o cargo por uma exigência legal que impõe o afastamento de ministros até o dia 2 de abril.

Segundo o jornal paulistano, Tarcísio pressionou a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para aprovar, nesta terça-feira (21), as regras do edital, que ficará disponível por 45 dias em consulta pública.

O ministro também cobrou a área técnica da sua pasta para que antecipe seu trabalho em pelo menos um mês a partir de meados de janeiro, quando ele prevê a devolução do edital pelo TCU com recomendações de mudanças.

Mais notícias
TOPO