Tarifa zero na importação de armas tem 'efeito financeiro baixo', diz Guedes

Tarifa zero na importação de armas tem efeito financeiro baixo, diz Guedes
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Paulo Guedes defendeu a decisão do governo Bolsonaro de zerar o imposto de importação de revólveres e pistolas, anunciada nesta quarta-feira (9), dizendo que ela custará R$ 230 milhões por ano aos cofres públicos, registra O Globo.

O ministro da Economia comparou esse valor ao custo do auxílio emergencial durante a pandemia da Covid-19, que é de R$ 50 bilhões por mês.

“O efeito em si, financeiro, é muito baixo. São R$ 230 milhões. Se nós pensarmos, por exemplo, que o auxílio emergencial são R$ 55 bilhões por mês, é uma ilusão achar que a tarifa sobre armas pudesse pagar alguma coisa”, disse Guedes.

O ministro declarou ainda que a tarifa zero para armas está de acordo com a política econômica do governo e citando a redução do imposto de importação de arroz —adotado em razão da disparada dos preços do produto.

Na “cesta básica bolsonarista”, revólver e balas —sem falar na cloroquina— parecem ser ainda mais básicos que o arroz.

 

Leia mais: Crusoé expõe o que está na mesa de negociações pela sucessão na Câmara e no Senado, entre elas a liberação bilionária de emendas, oferta de ministérios, promessas de implosão da Lava Jato, entre outras
Mais notícias
TOPO