Para Tarso, assassino confesso não é assassino

Responsável por conceder asilo a Cesare Battisti em 2009, o ex-ministro da Justiça Tarso Genro afirmou que o italiano “pode estar fazendo uma confissão combinada” de seus crimes na Itália.

Em entrevista à Folha, ele defendeu seu ato, disse que leu todo o processo do terrorista e não encontrou provas dos assassinatos.

“Battisti pode estar fazendo uma confissão combinada com uma transação com o promotor. Só quem sabe disso é o próprio Battisti. A verdade, neste caso, será sempre uma verdade ficta [suposta, hipotética].”

Comentários

  • Dicke -

    Este cara destruiu Porto Alegre com suas negociatas com construtoras. Qualquer dia passam a motoserra nele, como ele fez com as dezenas de milhares de árvores que cortou "para ajudar os pobres"!

  • Péricles -

    Todo petista tem de ser descarado e pensar que só tem otários.

  • Jose -

    Como os petistas tem a cara de pau de arrumar explicação ao inexplicável kkkkkkk nem o Battisti confessando esta anta ainda arruma uma justificativa kkkkk cala a boca TARSO!!!!!

Ler 320 comentários