Tasso à espreita

Tasso à espreita
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Antagonista apurou que Tasso Jereissati não fará movimentos bruscos nos próximos dias para tentar viabilizar uma eventual candidatura sua no Senado.

Assim como no ano passado, o tucano vai deixar que aliados falem dele, enquanto aguarda as negociações de outras candidaturas, principalmente no MDB e no PSD, as duas maiores bancadas da Casa.

Meses atrás, Jereissati foi procurado por um grupo de senadores que queria lançar a candidatura dele ao comando do Senado, mas, na ocasião, o senador disse que não queria aquela missão.

“Dizer que não quer… Quem não quer? Ele vai aguardar”, disse a este site um interlocutor.

Tucanos acreditam que a condução de Tasso, em meio à pandemia da Covid-19, do novo marco legal do saneamento básico mostra que ele está pronto para assumir o cargo. No entorno do senador, também acredita-se que a proposta para substituir o Bolsa Família, apresentada na semana passada — portanto, antes da decisão do STF de vedar a possibilidade de reeleição de Davi Alcolumbre –, possa acabar se tornando uma boa plataforma de campanha.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO