TCE recomenda rejeição das contas do governo Pezão

O Tribunal de Contas do Estado do Rio votou, nesta quarta-feira, um parecer prévio contrário a aprovação das contas de 2017 do governo de Luiz Fernando Pezão, informa O Globo.

O relator Marcelo Verdini Maia considerou que foram desrespeitados os limites mínimos para gastos com Saúde e Educação e apontou, entre as irregularidades, a falta de repasses também para o Fundeb e a Faperj. Seu voto foi seguido integralmente por todos os conselheiros.

“O Estado do Rio deveria destinar 2% da receita tributária do estado para a Faperj. O estado tem reiteradamente desrespeitado estas regras, apesar do alerta desta corte”, disse Maia.

E mais:

“Foi verificado que em 2017 o Estado do Rio deixou de repassar R$ 1,2 bilhão para a Rioprevidência. Isso, em tese, é crime de apropriação indébita dos recursos do servidor.”

O relator criticou ainda a continuidade dos benefícios fiscais, por meio de renúncias de receitas, para empresas no Rio. Segundo Maia, só em 2017 foram R$ 10 bilhões em renúncias fiscais.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 7 comentários
  1. TEM que acabar com essa história de renúncia fiscal. Então, meus senhores, eu também quero fazer parte dessa renúncia fiscal. Mas pago meu imposto de “renda” rigorosamente em dia e ainda caio na malha fina porque apresento muitos recibos médicos, pois tive câncer. Tá bom assim?

  2. Absurdo esse cara ainda está fora da prisão isso que eu u não entendo no Brasil, as evidências vão se amontoando e os ladeies ficam a solta