Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

TCU adia novamente análise da gestão Pazuello

TCU adia novamente análise da gestão Pazuello
Foto: Divulgação/TCU

Tribunal de Contas da União adiou para daqui 60 dias o julgamento da gestão de Eduardo Pazuello à frente do Ministério da Saúde. Os ministros também vão analisar os trabalhos de Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

O assuntou voltou à pauta do TCU hoje, após ter sido suspenso na semana passada, para que os ministros discutissem quanto tempo dariam para a AGU se manifestar. Na ocasião, o advogado-geral da União, André Mendonça, ligou para o relator do processo, Benjamin Zymler, pedindo mais prazo para analisar o processo.

Os ministros do tribunal de contas determinaram hoje que a Advocacia-Geral da União deve se manifestar em 30 dias. E definiram prazo complementar de mais 30 dias para que os julgadores analisem a manifestação da AGU.

Em abril deste ano, o ministro Bruno Dantas disse que a gestão do Ministério da Saúde “envergonha” e que havia argumentos de sobra para impor “condenações severas” a gestores da pasta. Em janeiro, Vital do Rêgo afirmou estar “permanentemente perplexo com a discussão que se travou no Brasil, sobre se cloroquina, ivermectina e outros medicamentos eram importantes para o tratamento precoce da Covid”.

O próprio relator da ação já criticou duramente Pazuello. Zymler acusou o Ministério da Saúde de não ter assumido o papel de liderança no combate à pandemia.

“Em vez de expandir as ações para a assunção da centralidade da assistência farmacêutica e garantia de insumos necessários, o ministério excluiu, por meio de regulamento, as suas responsabilidades.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO