TCU multa presidente do Sesc-AM por nepotismo

O TCU decidiu multar em R$ 30 mil o presidente do Sesc e da Fecomércio do Amazonas, José Roberto Tadros – candidato ao comando da Confederação Nacional do Comércio (CNC) e do Sistema S.

Tadros mandou criar uma vaga no Sebrae para acomodar o filhão David José Nóvoa Tadros. Não bastasse o nepotismo em si, o rapaz foi acusado pela área técnica do tribunal de quase não aparecer para trabalhar.

Em um ano, ele “não cumpriu sequer 44% da jornada”. Para justificar sua ausência, apresentou 131 atestados e chegou a ser dispensado da folha de ponto.

Os auditores do TCU, porém, descobriram que David estava cumprindo expediente na Câmara Municipal de Manaus, onde “exerce outra função comissionada”.

No acórdão, aprovado na última quarta-feira 25, os ministros determinaram a cobrança imediata das multas, a criação de mecanismos de fiscalização que previnam a ocorrência de nepotismo, assim como melhor controle de presença dos funcionários.

O tribunal também recomendou a análise mais detalhada de uma série de convênios suspeitos firmados pela gestão de Tadros.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO