TCU pede que Marco Aurélio reveja decisão

O TCU pediu a Marco Aurélio que os bens da OAS sejam bloqueados novamente.

No início deste mês, o ministro suspendeu uma decisão que determinou a indisponibilidade de R$ 2,1 bilhões da empresa referentes ao contrato de Abreu e Lima.

“Existe (…) a probabilidade de os supostos prejuízos aos cofres da Petrobrás não poderem ser ressarcidos na hipótese de ser concedida a medida liminar requerida pela impetrante”, sustenta o TCU.