TCU poupa ministros

TCU poupa ministros
Divulgação/TCU

Após a deflagração da Operação E$quema S, o Tribunal de Contas da União se restringiu a investigar apenas um único servidor da corte, passando longe dos ministros do tribunal, diz a Crusoé.

A ministra Ana Arraes, corregedora do TCU, determinou a abertura de um processo administrativo disciplinar contra Cristiano Albuquerque Rondon. Segundo o Ministério Público Federal, ele teria recebido propina de Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio.

O trecho da delação em que Diniz menciona autoridades com foro, como ministros do TCU, foi rejeitado pela PGR. Com isso, só houve avanços na investigação que tramita na primeira instância, e que tem como alvos pessoas sem foro.

Leia aqui a íntegra da nota.

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 71 comentários
TOPO