ACESSE

TCU RECOMENDA QUE O STF ACABE COM A FARRA DAS PASSAGENS

Telegram

O plenário do TCU acaba de acolher a proposta do relator Raimundo Carreiro — que, por sua vez, acolheu sugestões de auditores do tribunal — para colocar um freio na farra das passagens aéreas no STF.

A fiscalização, revelada mais cedo por O Antagonista, seria inicialmente submetida a julgamento em sessão fechada.

Carreiro determinou que o Supremo seja comunicado de que os bilhetes só devem ser emitidos se a viagem tiver relação com as atividades jurídicas. E determinou também que o STF dê transparência à emissão dessas passagens.

Não houve discussão e a aprovação foi em votação simbólica. O relator não explicou por que esse processo seria, inicialmente, apreciado em sessão fechada para a imprensa.

Mais informações em instantes.

Entenda o caso:

EXCLUSIVO: TCU analisa hoje, em sessão secreta, processo sigiloso sobre farra de passagens no STF

EXCLUSIVO: STF emitiu passagens aéreas para cônjuges de ministros em voos internacionais

EXCLUSIVO: As situações, segundo auditores do TCU, em que o STF poderia bancar passagens e diárias

EXCLUSIVO: STF tenta se explicar, mas auditores do TCU reforçam “desvio de finalidade” na farra das passagens

O leão da Receita ruge... e os políticos reagem. CONFIRA

Comentários

  • Pedro -

    Se fosse um de nós seria julgado e condenado por Improbidade Administrativa.Recomendação é punição ?tenho nojo deste país!Nojo!

  • Carmen -

    Ok. Mas penso que deveriam devolver aos cofres o valor das passagens irregulares, corrigidas. É o mínimo. ...

  • Rogério -

    Ficou barato. Pq para o STF não há multa, fixação de punição, processo improbidade.

Ler 145 comentários