Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Tebet diz que CGU não tem autonomia para investigar governo federal

Segundo a senadora, na prática, funcionários de alto escalão da pasta podem ser exonerados se decidirem apurar a fundo irregularidades do Executivo
Tebet diz que CGU não tem autonomia para investigar governo federal
Foto: Pedro França/Agência Senado

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) afirmou, durante o depoimento de Danilo Trento, que a CGU não tem autonomia para investigar autoridades federais.

Na terça-feira (23), o ministro da CGU, Wagner Rosário, prestou depoimento à comissão e chamou Tebet de “descontrolada”. A fala tumultuou a sessão e provocou um intenso bate boca entre os senadores. O depoimento precisou ser suspenso.

Hoje, Tebet afirmou que o ministro e funcionários de alto escalão da pasta se recusam a investigar a fundo o governo, porque poderiam ser exonerados.

O ministro da CGU, assim como os demais cargos de comando da CGU, secretários e diretores, que são auditores, mas elevados em cargos de comissão, não possuem garantia de permanência no cargo. Qualquer atuação que desagrada o Executivo federal implica necessariamente na exoneração do dirigente do cargo, que volta a ser auditor de carreira.”

A CGU deu aval para o contrato entre a Precisa Medicamentos e o governo federal para a compra da Covaxin. Segundo integrantes da CPI, as vacinas foram superfaturadas e há uma série de irregularidades no acordo.

“O motivo para isso é simples: se a instituição conceder poder para que auditores sem cargo comissionado assine e emita seus relatórios, muitas irregularidades sobre agentes federais de relevo iriam parar no relatório e os dirigentes da CGU iriam ser pressionados pelo governo, muitas vezes sob ameaça de exoneração de seus cargos.”

Mais notícias
TOPO