“Técnica de interpretação”

Celso de Mello fala agora de “técnica de interpretação” em relação à Constituição mineira.

Traduzindo: o que está escrito literalmente não vale.

TV Justiça

Faça o primeiro comentário