“Tem Saara para cacete”

Andrucha Waddington, um dos diretores da cerimônia de abertura das Olimpíadas, comentou, há pouco, com jornalistas os sucessivos cortes no orçamento do espetáculo:

“Tem Saara para cacete. A gente comprou muita coisa no Saara”.

Perfeito: as Olimpíadas do Cocô, sem caviar, mas muito canguru, Anitta, Elza Soares e tiroteios no caminho dos atletas, terá uma abertura com apetrechos comprados no Saara.

Faça o primeiro comentário