'Temer 2022' é blefe, claro

Temer 2022 é blefe, claro
Foto: Beto Barata/PR

Emedebistas vazaram para a imprensa nos últimos dias a possibilidade de Michel Temer se candidatar ao Planalto em 2022. O ex-presidente foi absolvido no âmbito do chamado inquérito dos portos, como registramos.

O movimento é blefe, claro. Mas pode refletir a pressão que a cúpula do partido está sofrendo para se posicionar de maneira mais contundente no cenário político. Simone Tebet, que tem trabalhado para tentar construir uma candidatura de centro, divulgou uma dura “carta aberta” na semana passada.

Um emedebista próximo de Temer, quando questionado por O Antagonista se fazia sentido uma provável candidatura do vice de Dilma Rousseff, respondeu com risadas.

“Seria até bom. De todos aí, seria o que poderia resolver os problemas do Brasil sem muitos estresse”, acrescentou.

Carlos Marun, que foi ministro de Temer, jura que a candidatura em 2022 “não é coisa descartada”.

“Ele resiste e não quer discutir o assunto agora. Mas existe um espaço muito grande no centro.”

Leia mais: Guedes e seu ideário foram inteiramente soterrados pelos planos de sobrevivência política do presidente da República e da sua própria reeleição
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO