Temer considera "ofensiva" pergunta de delegado sobre ex-assessor

Michel Temer se irritou com algumas das 20 perguntas do delegado Tiago Delabary no questionário que lhe foi enviado em 7 de agosto, no âmbito do inquérito que apura repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht ao MDB, registra Andréia Sadi no G1.

O presidente chegou a classificar de “pergunta ofensiva, não merece resposta” uma indagação sobre se recebeu qualquer valor em espécie em 2014, contando com a “interposição” de seu ex-assessor José Yunes.

Temer também foi questionado se Yunes é pessoa de sua “máxima confiança” e respondeu que o conhece desde a faculdade de Direito do Largo São Francisco e que “a confiança é proporcional a esta longa amizade”.

O presidente ainda teve de explicar sua relação com o coronel João Batista Lima Filho, que chegou a ser preso com Yunes em março, na Operação Skala.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO