Temer deu a mão, Centrão quer o braço

Uma das principais preocupações do governo de Michel Temer é o Refis.

O relator, deputado Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG), alterou a medida provisória que cria o programa de renegociação de dívidas tributárias para aumentar benefícios para os devedores.

Com isso, a arrecadação prevista cairá de R$ 13,3 bilhões para pouco mais de R$ 400 milhões, de acordo com a Fazenda.

Sem o Refis original, nem mesmo subindo a meta fiscal para um déficit de R$ 159 bilhões o número fecha, segundo os técnicos.

O problema é que o centrão ameaça prejudicar a votação de outros projetos de interesse da área econômica, como a criação da TLP, caso o governo insista em manter o programa de renegociação de dívidas no formato em que ele saiu do Executivo.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

© 2017 - O ANTAGONISTA Todos os direitos reservados