Temer efetiva general na Defesa

Michel Temer efetivou o general  Joaquim Silva e Luna no cargo de ministro da Defesa.

É a primeira vez quem um militar ocupa a pasta como titular desde a sua criação em 1999.

Fez bem. Não faz sentido substituir Silva e Luna a esta altura do campeonato — e não há motivo para que um militar não possa ser ministro da Defesa.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Forças Covardes !
    O Exercito já não é mais a Esperança do Povo Brasileiro Democrata ,
    As Esperanças vão migrando para PCC, CV, Grupos de Extermínio !
    O Brasil já está torcendo pelos Bandidos Manipulados pelos Donos das Quadrilhas !
    Já passou da hora de Intervir em defesa do Cidadão Honesto !

Ler mais 10 comentários
  1. Forças Covardes !
    O Exercito já não é mais a Esperança do Povo Brasileiro Democrata ,
    As Esperanças vão migrando para PCC, CV, Grupos de Extermínio !
    O Brasil já está torcendo pelos Bandidos Manipulados pelos Donos das Quadrilhas !
    Já passou da hora de Intervir em defesa do Cidadão Honesto !

  2. Estão dividindo o butim com os militares, visando cooptá-los para o foro.
    .
    Não temos mais com quem contar, não, tá galera? Nossa única torcida deve ser para que os militares não abram fogo contra seu próprio povo, quando chegar a hora do acerto de contas que há de chegar…

  3. Bom senso. Um general.com G maiúsculo serve ao Brasil na função a que for designado.
    E as FFAA é quem deveriam fornecer os ministros da Defesa. ELES sã o preparados para isto.
    Jungmann foi excelente. Não encontraremos civis assim, com frequência !