ACESSE

Temer, Eunício e Maia conclamam caminhoneiros a retornarem ao trabalho

Telegram

Michel Temer, Eunício Oliveira e Rodrigo Maia acabam de divulgar a seguinte nota conjunta:

“Em face do acordo firmado para por fim à greve dos caminhoneiros, que tiveram as suas reivindicações acolhidas, os presidentes da República, Michel Temer, do Senado Federal, Eunício Oliveira, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, conclamam todos os envolvidos nas manifestações a retornarem ao trabalho e propiciar normalidade à vida de todos os brasileiros.

Há necessidade indispensável de abastecer todos os setores da economia nacional, particularmente aos que dizem respeito a alimentação, medicamentos e combustíveis.

Importante ainda evitar que, tendo alcançado seus objetivos, esse movimento venha a ser usado com objetivos políticos. Temos certeza de que o desejo de toda família brasileira é garantir a normalidade do abastecimento e assegurar a retomada da economia.

Neste momento, os Poderes Executivo e Legislativo estão unidos na defesa dos interesses nacionais. Assumem o compromisso de aprovar e colocar em prática, no menor tempo possível, todos os itens do acordo.”

Comentários

  • marcus -

    Eles conclamam os caminhoneiros a retornarem ao trabalho , e nós conclamamos eles, Temer, Eunício e Maia, a irem para o inferno e lá ficarem o mais breve possível.

  • Jorge -

    eu para presidente disse: 29 de Maio de 2018 às 17:02 Queremos parar de ser roubados, simples assim -- Amigo, isso não se resolve por decreto. Leva tempo. Vamos precisar de ao menos uma geração de brasileiros para acabar com esse câncer. Não espere milagres.

  • Follow -

    Qualquer pessoa que viva do seu trabalho já estaria desesperado para voltar, ainda mais depois de ter suas exigências atendidas. Curioso que esses que se diziam tão debilitamos financeiramente, não demonstram a menor pressa em voltar. Os tais postos que os abrigam e estão sem faturamento por mais de uma semana, também acham lindo perder dinheiro “pela causa” que ninguém descobre qual é?

Ler 56 comentários