Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Temer "puxou o freio de mão" quando MDB flertou com impeachment de Bolsonaro

Carlos Marun, ex-deputado e integrante da tropa de choque do ex-presidente, contou a O Antagonista em que contexto o emedebista foi parar no Planalto hoje
Temer “puxou o freio de mão” quando MDB flertou com impeachment de Bolsonaro
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O ex-deputado federal Carlos Marun, que foi da tropa de choque de Michel Temer, comentou com O Antagonista a participação do ex-presidente, de quem ainda é muito próximo, na busca pela “pacificação” em Brasília.

Segundo Marun, no 7 de Setembro, após os discursos golpistas de Bolsonaro, lideranças do MDB começaram a defender que o partido se posicionasse a favor do impeachment do presidente da República.

Ainda de acordo com Marun, Temer, então, “puxou o freio de mão” e disse que o MDB “tem que ser parte da solução, não do problema”.

“Já naquele dia, o Michel estava vislumbrando esse diálogo com o presidente. E o resultado é essa nota de hoje. Eu diria que o presidente Bolsonaro teve a sabedoria de conversar com gente que tem sabedoria. Vamos torcer para que as coisas avancem.”

Mais notícias
TOPO