Temer quer repetir o estelionato eleitoral de Dilma

Os caminhoneiros interditam rodovias pelo segundo dia seguido.

E o governo de Michel Temer já pensa em estourar as contas públicas subvencionando gasolina e óleo diesel.

O plano é repetir o estelionato eleitoral de Dilma Rousseff.

As reais intenções de Dilma e Cuba com o programa Mais Médicos. SAIBA MAIS AQUI

Diz Miriam Leitão:

“No arsenal de medidas contra a alta dos combustíveis não há solução boa. O governo pensa em reduzir impostos, e a reunião do presidente Temer com a Petrobras aumenta o risco de intervenção nas decisões da empresa. No governo Dilma houve as duas coisas: redução de tributos e intervenção na Petrobras. Só à estatal isso custou US$ 40 bilhões. Perdeu-se receita sem que houvesse ganho para o país.

Que o dilema apareceria era previsível. Os preços oscilaram conforme as cotações internacionais enquanto não tinham disparado. Mas agora o barril está acima de US$ 80. Entre o dia primeiro de maio e esta terça-feira, a gasolina foi reajustada pela Petrobras em 15,5% e o diesel subiu 13,6%. Um aumento nessa proporção pesa ainda mais porque a economia está tentando se recuperar de uma longa recessão, e o percentual parece desproporcional para um país que está com inflação abaixo de 3% ao ano. Além disso, a eleição está chegando, e a tentação intervencionista aumenta. Diante disso, fazer o quê? Repetir os erros do passado?”

 

Comentários

  • jose -

    Porque MT deve seguir o controle do deficit fiscal.. Qualquer opção que tome vai levar pau

  • Fernando -

    Só tem zumbi no Palácio do Planalto.

  • Henrique -

    ESSE IDOSO ESTÁ MAIS PERDIDO DO QUE CEGO EM TIROTEIO.

Ler 107 comentários