“Temos que matar as reformas no primeiro ano”

Jair Bolsonaro quer fazer as reformas estruturais no ano que vem.

Gustavo Bebianno disse à Reuters:

“Temos que matar as reformas no primeiro ano. A reforma da Previdência tem que ser atacada, se não estamos rumo ao desfiladeiro. E tem também a tributária e atacar a infraestrutura, que o país está precisando.”

Você precisa redobrar a atenção no 2º turno. Entenda por que clicando AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 75 comentários
  1. Melhor ainda seria se desse pra aproveitar esse Congresso moribundo pra aprovar tudo o que fosse impopular. Não receberia o ônus e já começaria o mandato tendo terminado a pior parte.

    1. Pensei o mesmo! Põe na conta dos zumbis do congresso. Afinal, eles são os responsáveis pelo país ter acabado neste estado, não é mesmo? Façam algo de útil para tentar alguma “redenção”…

    1. Cara teu ídolo passeando na Europa e você aqui sendo um MAV dele por um pouco de mortadela. São iguais ao PT.

  2. To pra dizer que os maiores empecilhos para a vitória de Bolsonaro são os seus aliados. Olhe só os verbos que o Sr. Bebiano utiliza: MATAR! ATACAR! Será que ele conhece REALIZAR, PROMOVER?

  3. Desfiladeiro coisa nenhuma! DESPENHADEIRO, talvez… mas e a D.R.U.? Vai continuar? São BILHÕES retirados do orçamento geral para o governo gastar COMO E ONDE QUISER! Isso tem de acabar!

    1. Pois é, quando se acabou com a CPMF o DEM (PFL então) quiz acabar com a DRU mas o comunistinha do Arthur Virgilio Senador na época achando que o PSDB ganharia o Governo não deixou.

    1. Bebbiano tem que fazer uma aulas de português, de linguagem, de comunicação.Nao atrapalhe o esforço hercúleo q Bolsonaro está fazendo

  4. E que o atual congresso se lembre do congresso passado e cumpra seu papel. Digam sim, ou digam não, mas votem, coloquem a cara na janela. Se não, vai acontecer igual aos velhos caciques: caíram!

  5. Se quiser tirar o país da órbita da bandidagem em 2022, o pacote de maldades tem de vir primeiro, até porque já começa a fazer efeito e os resultados se manifestarem em 2020.

  6. Façam a melhor reforma da previdência que puderem fazer. Ela é imprescindível para o ajuste fiscal e o crescimento econômico ao mesmo tempo que ataca a concentração de renda no Brasil

  7. Só escolha bem os alvos dessa reforma. Não está sendo eleito para achatar mais ainda as aposentadorias da iniciativa privada. Tem muita gordura para queimar antes! Eleição não é cheque em branc

    1. Sim, tem que tirar esse negócio de um cara sem votos como Jean Willis conseguir ser eleito por causa de uma cláusula antidemocrática eleitoral.

  8. Fico imaginando esse BOÇAL, uma vez presidente, sentado à mesa com algum chefe de estado: vai coçar o saco, cuspir no chão, limpar a boca na manga da camisa e falar, é claro, de kit gay…….kkk

    1. Descreveu com precisão a sala presidencial nos 13 trágicos e desgraçados anos em que o país foi comandado por bandidos!

    2. Eu fico imaginando os brasileiros passando fome como na Venezuela, mas sem ter para onde fugir, caso Haddad seja eleito…

    3. Não será difícil ele ter um desempenho superior se comparar seus antecessores diretos. Um é um pinguço cachaceiro que esta preso em Curitiba e outra é uma profissional estocara de vento.

  9. Acabou a roubalheira. Simples assim. As reformas acontecem, o dinheiro cresce e o emprego aparece. Trilhões ficarão nos cofres públicos para aplicação em saúde, segurança, educação.

    1. Trilhões ficarão SE E QUANDO acabarem com o cheque em branco da D.R.U. Caso contrário SEMPRE vai faltar dinheiro, sempre!

    1. Calma. Bolsonaro vai gerar muitos empregos no país. Mas vc que tem alergia não precisará trabalhar. Pode continuar comendo mortadela.