Tendência do CNJ é arquivar processos sobre Moro, dizem conselheiros

Conselheiros afirmam reservadamente que a tendência do CNJ é arquivar os processos que envolvem Sergio Moro no órgão, informa o repórter Márcio Falcão, do site jurídico Jota.

O futuro ministro da Justiça de Jair Bolsonaro é alvo de pedidos de providências no CNJ –principalmente por parte de petistas– que questionam sua atuação no comando da Lava Jato.

A discussão é se, com Moro tendo deixado a magistratura, os pedidos devem ser arquivados por perda de objeto ou se, mesmo com a saída, permanece a competência do conselho para julgar os casos –e, eventualmente, aplicar uma pena simbólica.

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Entenda AQUI
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO