Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Tentar calar e agredir a imprensa é típico de fascistas", diz CPI da Covid, sobre Bolsonaro

Parte dos senadores do colegiado criticou piti dado hoje pelo presidente contra jornalista
“Tentar calar e agredir a imprensa é típico de fascistas”, diz CPI da Covid, sobre Bolsonaro
Foto: Isac Nóbrega/PR

O piti dado por Jair Bolsonaro após a pergunta de uma jornalista foi criticado pela CPI da Covid. Hoje, depois de ser questionado se lamentava os 500 mil mortos por Covid no Brasil, o presidente disse que os jornalistas da Globo são “canalhas” e voltou a defender o “tratamento precoce”.

Bolsonaro reclamou de ter sido interrompido e passou a atacar a equipe da TV Vanguarda, retransmissora da TV Globo no interior de São Paulo. Ele também mandou um integrante de sua própria equipe “calar a boca”.

Para parte dos senadores da CPI da Covid, “tentar calar e agredir a imprensa é típico de fascistas e de pessoas avessas à democracia brasileira”.

Leia a íntegra da nota:

“Nota Pública da Maioria dos Membros da Comissão Parlamentar de Inquérito da PANDEMIA.

As Senadoras e Senadores desta Comissão manifestam solidariedade à jornalista Laurene Santos, que hoje, enquanto trabalhava, foi submetida a uma reação, no mínimo, desproporcional do presidente da República a uma pergunta legitimamente feita pela repórter. A agressão do senhor presidente da República não foi apenas à jornalista Laurene, mas a todos os brasileiros que anseiam por uma resposta à tragédia que atingiu mais de 500 mil famílias desde o início da Pandemia, no ano passado.

Tentar calar e agredir a imprensa é típico de fascistas e de pessoas avessas a democracia brasileira.

Asseguramos que os responsáveis pagarão por seus erros, omissões, desprezos e deboches. Não chegamos a esse quadro devastador, desumano, por acaso. Há culpados e eles, no que depender da CPI, serão punidos exemplarmente. Os crimes contra a humanidade, os morticínios e os genocídios não se apagam e nem prescreveram.

Omar Aziz
Presidente CPI

Randolfe Rodrigues
Vice Presidente

Renan Calheiros
Relator

Tasso Jereissati

Otto Alencar

Eduardo Braga

Humberto Costa

Alessandro Vieira

Rogério Carvalho

Eliziane Gama”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO