A tentativa de Alvaro Dias

Alvaro Dias, com mandato de senador garantido até 2022, tem dito a interlocutores que não deixará a corrida presidencial.

Negando qualquer possibilidade de aliança com Geraldo Alckmin, ele parte agora para, provavelmente, uma última tentativa de subir nas pesquisas: agregar oito partidos em torno do seu nome: Podemos, PSC, Patriota, PRTB, PTC, PSDC, Avante e até mesmo o Pros, que hoje estaria mais próximo do PT.

Se a estratégia der certo, Alvaro unificaria a sua candidatura com a de outras quatro: a de Paulo Rabello de Castro (PSC), a do General Mourão (PRTB), a do Cabo Daciolo (Patriota) e a de Eymael (PSDC).

Alvaro chegaria a dois minutos de tempo de televisão e teria à disposição na campanha R$ 100 milhões de fundo eleitoral.

Comentários

  • Junior -

    Alckmin é o melhor nome para ser nosso presidente.

  • André -

    Geraldo tem tudo para vencer as eleições tudo depende das alianças e construção ao seu nome.

  • Pedro -

    Acho que o Alvaro ainda desiste e vai com o Geraldo!

Ler 42 comentários