ACESSE

Tentativa de recriar CPMF é 'tentação medieval', diz relator da reforma tributária

Telegram

Aguinaldo Ribeiro, o relator da reforma tributária da Câmara, rechaçou a possibilidade de aumento da carga tributária do país e a recriação de um imposto no modelo da CPMF.

“É um negócio que temos de ter um cuidado, porque essa tentação de aumento de carga tributária nos remete a um ambiente medieval, daquele rei que quando vê necessidade manda criar mais um imposto”, disse o deputado do PP paraibano em uma live do jornal Valor Econômico.

Ribeiro reiterou ser contra a criação de um novo imposto nos moldes da CPMF. “Se eu for criar CPMF, na verdade, vou onerar a todos, vou estar criando um novo imposto para onerar a toda a população brasileira, inclusive em cadeia cumulativa, sem uma referência positiva desse imposto.”

O deputado não deu detalhes do que deve ser seu relatório sobre as propostas de reforma que estão no Congresso, mas defendeu que o debate seja o mais amplo possível.

O governo federal está doidinho para recriar a CPMF. E, como já publicamos, a declaração de Jair Bolsonaro de que ela não resultará em carga tributária maior é conversa para o gado dormir.

Leia mais: A 'paz conveniente' reina em Brasília

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 34 comentários