Terceirização com salvaguardas

O projeto de lei de terceirização será sancionado pelo presidente Temer já acompanhado de uma Medida Provisória que pretende suavizar regras consideradas prejudiciais aos trabalhadores.

A MP deve definir, por exemplo, que as empresas não pode demitir um funcionário e recontratá-lo imediatamente como terceirizado. Uma eventual recontratação só poderá ocorrer após o prazo de 18 meses ou próximo a esse período.