Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Teremos que cortar em outras áreas", diz Mourão, sobre reajuste a servidores

Em entrevista, o vice-presidente disse que o espaço fiscal gerado pela PEC dos Precatórios é limitado, e o governo terá que escolher
“Teremos que cortar em outras áreas”, diz Mourão, sobre reajuste a servidores
Foto: Alan Santos/PR

O vice-presidente Hamilton Mourão (foto) comentou nesta quarta-feira (17) a intenção de Jair Bolsonaro de promover um reajuste salarial para o funcionalismo público, anunciada ontem, durante sua viagem pelo Oriente Médio.

A ideia do presidente é usar o espaço fiscal gerado pela aprovação da PEC dos Precatórios.

Em entrevista ao UOL, Mourão disse que será necessário “cortar em outras áreas”.

“Quando se fala de assuntos econômicos, é aquela velha disputa entre disponibilidade e necessidade. Para a gente ter alguma disponibilidade maior para os servidores, teremos que cortar em outras áreas. Acho que essa é uma decisão que compete ao presidente.”

Mourão disse que a cada ponto percentual de aumento para os servidores significa um aumento de R$ 3 bilhões.

“Se for 5%, que é uma quantia pequena, seriam R$ 15 bilhões de impacto orçamentário. É um assunto que precisa ser discutido pelo pessoal da economia. Vamos ver qual será o espaço fiscal.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....