ACESSE

Tereza Cristina e o ‘mal-entendido’ chinês

Telegram

Em entrevista ao Estadão, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que o governo intensificou os diálogos com as autoridades chinesas para tentar reverter a suspensão das exportações de carnes de frigoríficos brasileiros:

“Estamos respondendo a todos os questionamentos dos chineses. Não houve nada de errado com os frigoríficos, que estão testando todos os seus funcionários em relação à covid-19. Nós tomamos aqui todas as precauções com as pessoas. Estamos conversando e explicando isso. Muitas vezes, acontece de os chineses não entenderem nossa legislação, não compreenderem como um Ministério Público pode, eventualmente, ser contra uma portaria do governo, por exemplo. Acham que é tudo a mesma coisa”, afirmou.

“Enfim, estamos trabalhando juntos, com o ministério da Saúde, Agricultura e Economia, para informar corretamente. Foi um mal entendido em relação a alguns trabalhadores que já estavam afastados, por causa da covid-19. O fechamento de uma planta, embora seja algo pontual, acaba mexendo com uma cadeia inteira que gira em torno daquela operação. Mexe com o pequeno produtor, o mercado de ração, de mão-de-obra, transporte, embalagem. Então, é algo que precisa ser rapidamente resolvido. Eles estão usando todas as barreiras de proteção e estão fazendo isso no mundo todo. Temos plena consciência de nossos protocolos, que são técnicos e rígidos.”

Leia mais: Um amigo aconselhou Bolsonaro a renunciar. O presidente resiste. E tem um plano para ir até o fim

Comentários

  • JOSE -

    Ministério Público atrapalha muito mais do que ajuda. Alguém precisa chamar esses procuradores à responsabilidade do que fazem.

  • Eduardo -

    Rolando Lero legítima! E a nuvem de gafanhoto, hein? Filme de terror?? Ou estão caçando com as sacolinhas que pescam doações nas igrejas deste Brasil?

  • Jose -

    Esta ministra é algo de positivo neste desgoverno bipolar, sempre está apagando fogueiras que o Bolso faz e fala, parabéns

Ler 69 comentários