“Termo desobediência civil vem da doutrina da Igreja”, diz Stédile

Em entrevista para o site do MST, João Pedro Stédile disse que “o termo desobediência civil vem da doutrina da Igreja e defende a ideia de que todo povo pode se rebelar contra leis ou governos que não expressem a vontade da maioria ou que aplicam procedimentos claramente injustos e desumanos”.

A CNBB, que lançou campanha contra violência, vai divulgar nota?

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 51 comentários
  1. A maioria não quer o aborto.
    A maioria não quer o desarmamento.
    A maioria não aceita a pedofilia e o desrespeito do santander e de outros comuno globalistas.
    A maioria não aceita a ideologia de gênero nas escolas.
    A maioria nao quer o MST.

  2. como eu desde ha muito venho afirmando a cnbb , nao passa de uma CONFEDERAÇAO NACIONAL DE BANDIDOS DE BATINAS ,E CUMPLICE DE CORRUPTOS E CRIMINOSOS E E SIMPLESMENTE POR ISTO QUE A IGREJA CATOLICA PERDEU MAIS DE VINTE E CINCO POR CENTO DE SEU REBANHO ,POIS CATOLICO HONESTO E TRABALHADOR NAO FICA EM IGREJA DE CRIMINOSOS E DE CUMPLICES DE CRIMINOSOS .

  3. entao que a maioria e grande maioria queuer verlul e toda camarilha petista e seus cumplices , , e querem colocar atras das grades os terroristas travestidos de movimentos sociais , , maioria da qual eu faço parte vamos partir para a desobediencia a lei e a ordem e promover justiça com as proprias maos como fizeram na libia e no iraque e pendurar todos estes criminosos safados pelo pescoço ate irem encontraro demo , a sim e tambem os bispos cumplices destes criminosos , a sim apenas para lembrar stedile foi um dos que apoiou a repressao de maduro contra a maioria de venezuelanos que exigiam a saida de maduro ,portanto stedile e a favor da desobidiencia civl da criminalidade da qual faz parte

  4. Errado! Na igreja católica o conceito é aplicado quando uma lei do homem vai contra as leis de Deus e não contra a “vontade da maioria” ou do MST. Baseia-se no conceito de que «mais vale obedecer a Deus que aos homens».

    Usam o nome da Igreja, que desprezam, tentando dar fundamento aos seus devaneios.

  5. E será que essa besta humana não sabe que a MAIORIA do povo não quer COMUNISTAS loucos e defensores do terror no comando da NOSSA nação? Esses idiotas se referem ao povo como se NÓS, a MAIORIA, os quiséssemos! Vão catar coquinho em Cuba ou na Venezuela bando de salafrários!

  6. Só se for da igreja de Stédile…e com a benção dos bispos da esquerda cnbb (infiltração dentro do clero da Ideologia marxista)… Pois um dos fundamentos da Igreja Católica Apostólica Romana é a obediência…a qual remiu o homem! Resumindo… Conversa de comunista.

  7. E CADÊ QUE VOTARAM A LEI DO TERRORISMO??? QUE ENQUADRARIA PERFEITAMENTE O LÍDER DO EXÉRCITO DO MST, QUE EM 6 ANOS, SEGUNDO RONALDO CAIDADO, PODE TER RECEBIDO DO PT 268.000.000,00 (DUZENTOS E SESSENTA E OITO MILHÕES$$$ DE REAIS??

  8. Chatos e monótonos, os comunas sempre apelaram para a religião e a Igreja, tal qual os nazistas.
    Mas, os analfabetos do MST não sabem disso, da mesma forma que desconhecem o “Gott mit uns” (Deus conosco) gravado na fivela do cinto dos soldados da SS, ou a origem do conceito de “desobediência civil” (Thoreau – um yankee do século 19).
    Bom comuna que é, Stédile segue a vida enganando os incautos. Vai acabar ganhando uma camisa da Tuiuti para desfilar no sambódromo.

  9. O comuna ouviu o passarinho cantar porém não sabe qual, quando e nem por que cantou. Mas estou com ele ao dizer que o povo tem o direito de se rebelar “contra leis ou governos que não expressem a vontade da maioria ou que aplicam procedimentos claramente injustos e desumanos”. Não é a patota de vagabundos dele que deve interpretar a vontade do povo e o que é injusto ou desumano, é a maioria. Façamos um plebiscito para que o povo decida se o governo deve ou não deixar de ser omisso com esses movimentos revolucionários e seus pilantras chefes, botando-os para trabalhar numa prisão agrícola por uns vinte anos e vejamos a validade de sua tese.

  10. Vade retro, Satanás! O que a Doutrina social da Igreja Diz (inspirado em Atos 5:29 ) é que em situações em que cumprir a LEI (do pais) implicar em desobedecer a Deus “Importa antes obedecer a Deus que aos homens”. Isso é bem diferente de DEFENDER a ideia de que o povo pode se rebelar contra um governos que não expressa a vontade da maioria. C.a.na.lha!

  11. Gostaria de saber por a impressa dá tanto valor a uns energumenos inúmeros que existe e dão a maior embombação e a maior asneira que falam.

    O lugar de bandidos e Corruptos é na cadeia, mas a caixa preta dos 3 poderes não deixam andar. Esta entendeu?!?!?! Peça a um simples gari que ele lhe explica, é homem do POVO. O resto e basofia e embotamento de mente fracas.

  12. Poderia indicar o estulto em que lugar há esta interpretaÇÃO. ou vc. leu num manual comunista,pois julgo que tu não é de leitura de grandes livros. Vá pedir a um padre de ideias comunistas onde tem escrito e indique. Não me venha com baboseira.
    Vai me dizer que a CNBB falou. Diga aonde? por favor pede que lhe de com precisão e nada de ideia mole. Já pode descartar que no Evangelho tem tal e tal,isso é de sua pobrezinha cabeça…

    Se amanhã vc for prestar contas a Deus, vai prestar dos seus atos e não da CNBB. Prestar contas a DEUS e não a cnbb.
    Desculpe, mas consegue entender? ou tá complicado.

  13. E está certo mesmo. Não sou contra manifestações, mesmo que seja para defender comunismo, socialismo, etc. Só que também tem que entender que as atitudes tem consequências.

  14. stédille precisa se atualizar. A igreja (católica) mandava na época da inquisição, o famoso período das trevas.
    Hoje a igreja (católica) não apita mais porrha nenhuma, pelo menos no meio político.
    Tem mais, pela vontade da maioria, lula e o terrorista stédille já estariam em cana há muito tempo.

  15. Ao que me parece, a frase “Dai a Cesar o que é de Cesar…” diz justamente o contrário. Não quer dizer que tenhamos de aceitar todo tipo de absurdo do “governo”. Mas também não aceito a opinião desse imbecil.

  16. A vontade da estúpida maioria da população é ver Stédile e sua corja em cana. Já que a justiça se recusa a fazer o seu papel, talvez o certo seja mesmo evoluirmos para a desobediência civil e encarcerar na marra esse vagabundo e toda a sua quadrilha.