Terroristas do MST são reincidentes

Três dos quatro líderes do MST presos em Goiás são conhecidos da polícia e da Justiça.

Natalino de Jesus responde a ações penais por dano qualificado e dano florestal. José Valdir Misnerovicz responde por crime de roubo qualificado e desobediência. E Diessyka Lorena Santana Soares – a liderança feminina – também responde pelo crime de desobediência.

Na denúncia que os levou para a cadeia com base na lei antiterrorismo, o Ministério Público os define como “um bando”. Confiram aqui a íntegra.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200