ACESSE

Textos redigitados de mensagens são 'impericiáveis', diz Molina

Telegram

Além de não periciar o áudio divulgado por Glenn Greenwald, Ricardo Molina diz ser impossível verificar tecnicamente a autenticidade das supostas mensagens de celular divulgadas até agora e atribuídas a Sergio Moro, Deltan Dallagnol e outros procuradores da Lava Jato.

“As mensagens de texto estão sendo divulgadas estão sendo redigitadas, isso é uma loucura. Tanto é assim que colocaram data de 25 de outubro de 2019”, lembra o perito.

“Os textos são impericiáveis. Nunca serão autenticados”, reforça, ao avaliar a impossibilidade deles serem usados como prova em qualquer processo.

Molina vai além: ainda que se provasse a integridade do áudio atribuído a Dallagnol, isso automaticamente não autenticaria os textos.

“Não existe autenticação pericial por analogia. Cada coisa é uma coisa.”

Como transformar criminosos em vítimas e agentes da lei em criminosos Leia mais

Comentários

  • CASSIO -

    Bom dia, por isso o tal Verdevaldo fala q não vai entregar o "material" para a PF.. Ontem ele disse no senado q ele é a garantia de as mensagens são originais...kkk

  • Paulo -

    MATERIAL INULTIL COMO PROVA MATERIAL, SO SERVE PRA SER PRESO POR PECULATO, CHANTAGEN, FORMAAO DE QUADRILHA, QUEBRA DE SIGILO PROCESSUAL, GRAMPO SEM AUTORIZAÇAO DEVIDA, DENUNCIA VAZIA.ALOPRAÇAO.

  • Carmen -

    Todo esse material criminosamente roubado é puro LIXO!

Ler 54 comentários