Tirar R$ 18 bi de emendas do teto foi 'variante que escapou do laboratório', diz Guedes

Tirar R$ 18 bi de emendas do teto foi variante que escapou do laboratório, diz Guedes
Foto: EDU ANDRADE/Ascom/ME

Paulo Guedes está dizendo a interlocutores que a proposta de tirar do teto de gastos R$ 18 bilhões em emendas para obras, incluída na minuta da PEC em elaboração pelo governo, foi uma “variante que escapou do laboratório”, relata Adriana Fernandes no Estadão.

Segundo o jornal paulistano, o ministro da Economia não desistiu da nova PEC para a renovação dos programas de combate aos efeitos da pandemia da Covid nas áreas de emprego, crédito e saúde.

Mas seu envio ao Congresso dependeria do acordo final com um “combo”, que incluiria também uma mudança na Lei de Diretrizes Orçamentárias e um projeto de lei para resolver o impasse do Orçamento de 2021.

“Um acordo mais simples, porém, pode acabar sendo construído, admitem fontes. As negociações prosseguem e estão ainda longe de um entendimento”, escreve o Estadão.

A equipe de Guedes alega que a inclusão das emendas na PEC que retira despesas do teto foi um “jabuti” incluído no texto.

 

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO