"Tive muito medo, fiquei com muito medo", diz Dalcolmo

“Tive muito medo, fiquei com muito medo”, diz Dalcolmo
Foto: Octacílio Barbosa/Alerj

A pneumologista Margareth Dalcolmo contou, em entrevista à Band, como foram as duas semanas em que ficou isolada, em maio do ano passado, depois que foi diagnosticada com a Covid-19.

“Em primeiro lugar, tive muito medo, fiquei com muito medo. Tomei providências práticas, fiz procuração, passei meus dados pessoais pra minha irmã pra que ela pudesse me ajudar nesse momento. Dei ordens explícitas do que eu queria que fosse feito se colocada em uma CTI.”

Questionada sobre o cansaço, disse:

“Muito. Mal conseguia segurar um garfo, usava as duas mãos pra comer. Fiquei isolada, sozinha, tive contato somente com uma enfermeira toda paramentada que trazia a comida, duas vezes por dia.”

 

Leia mais: Enquanto dezenas de países do mundo já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil patina entre duas vacinas.
Mais notícias
TOPO