ACESSE

TJ arquiva investigação de promotor acusado por Haddad

Telegram

O TJ-SP arquivou investigação contra o promotor Marcelo Milani por falta de provas que comprovassem uma denúncia de corrupção, informa a TV Globo.

Milani, que atua na promotoria do Patrimônio Público do MP-SP, foi investigado por corrupção passiva e prevaricação após acusações feitas por Fernando Haddad em artigo publicado na revista Piauí, em 2017.

No texto, o ex-prefeito petista disse que o promotor teria pedido R$ 1 milhão em propina para não impugnar judicialmente a lei que autorizou a emissão de títulos que poderiam ser utilizados pelo Corinthians na construção do estádio para a Copa-2014.

Segundo a Justiça, a veracidade da acusação não ficou demonstrada, e a investigação foi arquivada por falta de provas.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 6 comentários