Lula ganha HC, mas investigação segue

O desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Jr concedeu, por questões meramente formais, o habeas corpus preventivo para Lula, Marisa e Lulinha não terem que depor no MP de São Paulo.

Campos Jr registrou o esclarecimento prestado por Cassio Conserino sobre o erro técnico ocorrido na notificação do ex-presidente e seus familiares, intimados como testemunhas em vez de investigados.

Em sua decisão, o desembargador determinou que o MP regularize as notificações e afastou a possibilidade de que sejam conduzidos coercitivamente.

Campos Jr, porém, não suspendeu os depoimentos, como queria a defesa de Lula. Cassio pode intimá-los quantas vezes quiser e eles podem ser negar a depor outras tantas.

Faça o primeiro comentário