Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

TJ do Ceará suspende investigação contra Wesley Safadão por furar fila da vacina

Decisão também beneficia a mulher e a produtora do cantor, que eram acusadas de terem recebido a vacina contra a Covid de forma irregular
TJ do Ceará suspende investigação contra Wesley Safadão por furar fila da vacina
Reprodução: Instagram

A desembargadora Francisca Adelineide Viana, do Tribunal de Justiça do Ceará, mandou suspender a investigação criminal que apura a vacinação irregular do cantor Wesley Safadão (foto); da esposa, Thyane Dantas; e da produtora dele, Sabrina Tavares. O caso corre sob segredo de justiça.

Na decisão que O Antagonista teve acesso, a magistrada afirmou que o mérito do caso deve ser analisado pela 2ª Câmara Criminal, que conta com quatro desembargadores, e vai decidir se tranca o processo definitivamente ou não. Até lá, o procedimento está suspenso.

“Tenho por bem deferir o pleito liminar, para determinar a suspensão parcial do PIC, ou seja, tão somente no que se refere aos pacientes [Safadão, Thyane Dantas e Sabrina Tavares], determinando que as autoridades impetradas se eximam de praticar atos persecutórios em relação aos mesmos”, disse a desembargadora.

No ano passado, eles foram acusados de furar a fila de vacinação. Thyane Dantas furou a fila em 8 de julho de 2021. Ela tinha 30 anos e, na época, o calendário municipal de vacinação previa aplicação em pessoas com 32 anos ou mais. Já Wesley Safadão e a produtora Sabrina Tavares estavam agendados para serem vacinados no mesmo dia no Centro de Eventos do Ceará, mas foram a outro posto de vacinação em um shopping.

Em nota, o advogado do cantor, Willer Tomaz, disse que “a acusação é completamente descabida e falaciosa, pois tenta incriminar um inocente por um fato que nem sequer configura crime, num malabarismo argumentativo que não tem espaço no campo do Direito Penal e que viola frontalmente os direitos fundamentais mais básicos do cidadão, de não ser investigado por fato que não constitui infração penal”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....