ACESSE

TJ mantém condenação de Zé de Abreu por danos morais a Hospital Albert Einstein

Telegram

O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a decisão da primeira instância que condenou Zé de Abreu a indenizar o Hospital Albert Einstein por propagação de “fake news”.

No começo do ano passado, o ator afirmou no Twitter que o hospital apoiou o atentado a faca contra Jair Bolsonaro.

“Teremos um governo repressor, cuja eleição foi decidida numa facada elaborada pelo Mossad, com apoio do Hospital Albert Einstein, comprovada pela vinda do PM israelense, o fascista matador e corruptor Bibi [Benjamin Netanyahu]”, escreveu Zé de Abreu na época.

Após a repercussão negativa, o tuíte foi apagado. Em julho de 2019, porém, o TJ-SP condenou o ator por danos morais, no valor de R$ 20 mil.

Leia mais: A receita lulista seguida à risca por Bolsonaro. Clique para ler na ÍNTEGRA

Comentários

  • Roberto -

    Fernando, se vc fosse acusado falsamente pelas redes sociais de acobertar um crime vc deixaria para lá ou se defenderia judicialmente ?

  • LIGIA -

    Delirando na web, mais um caso para psiquiatra.

  • Lilia -

    De maluco não tem nada, fugiu da Justiça e está autoexilado na Nova Zelândia.

Ler 70 comentários