TJ-MG autoriza investigação contra juíza olavista que incentivou aglomerações

TJ-MG autoriza investigação contra juíza olavista que incentivou aglomerações
Redes sociais

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de Minas Gerais autorizou procedimento investigatório contra a juíza Ludmila Lins Grilo após ela ter criticado várias medidas de combate ao novo coronavírus.

O colegiado entendeu que a magistrada deve ser investigada por infração a medida sanitária preventiva, situação prevista nos artigos 268 e 286 do Código Penal. As informações são do site Jota.

Ludmila Lins Grilo ficou conhecida após ensinar pessoas a andarem sem máscara em um shopping, contrariando recomendações da Organização Mundial de Saúde.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO