TJ-MG suspende, de novo, divulgação de voos de Pimentel

Pela segunda vez, Herbert Carneiro, presidente do TJ-MG, suspendeu decisão judicial que ordenava divulgar os voos fretados pelo governador Fernando Pimentel desde janeiro de 2015…

Em novembro, o juiz Mauro Pena Rocha, determinou que o Gabinete Militar do petista fornecesse as informações, omitindo o nome do governador.

Mesmo assim, informa a Folha, o presidente do TJ considerou que a divulgação dos voos ameaçaria a segurança de Pimentel e atendeu o pedido do governo para suspender a decisão de primeira instância.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 28 comentários
  1. Enquanto isso, Pilantrel já avisou que não tem dinheieo pra pagar o décimo terceiro dos funcionários públicos. Parabéns, professoras e demais eleitores do Pilantrel. Vocês demonstraram mesmo sua força. Agora, phodam-se.

  2. É esse vagabundo petista e ladrão quer mordomia e apanhar seu filhinho bêbado em Scarpas do Lago de helicóptero às nossas custas sem ser molestado. Quer andar de avião fretado às nossas custas sem informar onde vai. E o 13º e salários dos aposentados e funcionários da ativa super atrasado. Dinheiro pra saúde, não tem. ATÉ QUANDO VAMOS AGUENTAR CALADOS TODOS ESSES DESCALABROS????? ACORDA MINAS!!!! ACORDA BRASIL!!!!!

  3. É muito difícil saber os preços entre tantos filhos de mães cuja atividade profissional contempla ações de entrega a prazeres físicos intra membros inferiores e adjacências, instantânea e imediatamente a quem viu pela primeira vez.

  4. PODER JUDICIÁRIO É O CÂNCER DO BRASIL!
    Uma hora ou outra haverá convulsão social no país.
    É bom alguém já ir anotando os nomes e os endereços desses personagens.

  5. È uma vergonha o judiciário a serviço do executivo. Não é uma questão de segurança pois os voos já aconteceram e como foi gasto dinheiro público é direito da população ter todas as informações.

    1. Exatamente Silvio, a democracia permite que seres abomináveis assumam o poder, mantemos o sistema judiciário mais caro do mundo para prover as correções, temos todo o direito de saber o que fazem com nossos suados impostos.