Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Todos os homens de bem estavam se afastando da política"

Ao explicar por que desfigurou a Lei de Improbidade Administrativa, Arthur Lira disse que não levanta "bandeira a favor de réus, nem a favor nem contra"
“Todos os homens de bem estavam se afastando da política”
Reprodução/Youtube/Câmara dos Deputados

Ao explicar à Folha por que desfigurou a Lei de Improbidade Administrativa, Arthur Lira (foto) disse que não levanta “bandeira a favor de réus, nem a favor nem contra”. Segundo ele, o texto legal afastava da política os “homens de bem”.

“Tinha uma lei de improbidade que se o procurador entendesse que aquilo era contra o serviço público podia abrir um processo de improbidade. Todos os homens de bem estavam se afastando da política. A falha e o dolo estavam tratados do mesmo jeito. Não é para defender quem é réu, criminoso. As votações não acontecem para proteger A ou B, muito menos em benefício próprio. Mas para corrigir excessos. Ou vou dizer que não fui injustiçado?

Lira é um homem de bem ou de bens?

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....