Todos os senadores do estado de olho no governo

Os três senadores eleitos pelo Amapá desejam chegar ao governo do estado.

Por enquanto, prováveis candidatos em 2018 no estado são: o atual governador, Waldez Góes (PDT), preso em 2010 na Operação Mãos Limpas; o senador João Capiberibe (PSB); e o senador Davi Alcolumbre (DEM).

No Amapá, Rede e DEM são aliados, e a tendência é que Randolfe Rodrigues apoie Davi. Há, porém, a possibilidade — considerada ainda remota — de o próprio Randolfe também se lançar candidato, o que provocaria o rompimento da aliança local com o DEM e tiraria do jogo Capiberibe, uma vez que o PSB passaria a apoiar o senador da Rede.

Veja também:

Paraná 2018

Sergipe 2018

Tocantins 2018

Mato Grosso do Sul 2018

Rio Grande do Norte 2018

Mato Grosso 2018

Maranhão 2018

Goiás 2018

Minas Gerais 2018

9 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Se fossemos uma nação, já estaríamos praticando a desobediência civil contra esse congresso ilegítimo, eleito criminosamente via caixa 2, e à total restauração da FT LavaJato em Curitiba para investigar TODOS os crimes de corrupção do país.

  2. Não reeleger ninguem, não votar em nenhum politico que está na ativa (salvo com raras exceçoes), temos que passar este pais a limpo, o voto é a arma que temos. A cada dia recebemos um tapa na cara, é muita corrupçao, estes politicos só sabem zombar, desrespeitar o povo brasileiro, hora de dar um basta, através do voto daremos uma resposta.

  3. Qual a razão da existência do Estado do Amapá? NENHUM! O Amapá foi criado pelo Sarney em 1988 para dividir o poder do clã. O Amapá não tem população, cultura ou história própria para justificar ser um Estado. Os políticos gastaram bilhões no Amapá em assembleias, palácio do governo, burocracia, e a pobreza diminuiu naquela terra desde 1988? Não, o Amapá é puro parasitismo político.

© 2017 - O ANTAGONISTA Todos os direitos reservados