Toffoli diferencia Cunha de Aécio

Dias Toffoli diz que o caso de Eduardo Cunha era diferente do caso ora em julgamento.

O ministro destaca que, em relação ao deputado, havia denúncia e ele era réu à época da decisão do STF de afastá-lo do mandato.

36 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. …e o Aécio só não é réu ainda porque o Supremo não fez o dever de casa. Se tivesse sido diligente não estaria passando por esta confusão. É, portanto, culpa do Supremo que atrasa a vida dos brasileiros e dos seus privilegiados réus, na necessária prestação jurisdicional.

  2. Eis a verdadeira diferença:
    No caso do Cunha, o impeachment corria, crepitava no Senado, era prioridade.
    O Senado ou Congresso não podiam bater de frente com o STF
    na defesa de suas prerrogativas para não atrapalhar o principal.
    Fosse agora, o caso Cunha teria sido como o de Aécio. PT, saudações.
    O resto é retórica de loroteiros para engambelar a platéia.
    Câmara aprova impeachment e Cunha entrega caso ao Senado (17 e 18 de abril de 2016)
    Cunha é afastado pelo STF (5 de maio de 2016)
    Senado decreta o impeachment da Dila ( 31 de agosto de 2016)

  3. O ensebado não tem mérito algum.Ministreco ,foi posto ali pra salvar a turma do PT.
    Se FORDeu,tem um balaio de corruptos,de todas as matizes para julgar.
    Mais um para o lixo da história da corrupção brasileira.

  4. VERGONHOSA A ARGUMENTAÇÃO DESTES MINISTROS QUE DEFENDEM A IMPUNIDADE OU A NÃO PRISÃO DE PARLAMENTAR.
    PARLAMENTAR NÃO ESTÁ ACIMA DA LEI E NÃO PODE APLICAR A LEI, FAZENDO A VEZ DO JUIZ OU DA POLÍCIA. ISTO É FUNÇÃO DO JUDICIÁRIO.
    IMUNIDADE PARLAMENTAR É PARA O EXERCÍCIO LEGÍTIMO DO CARGO, NÃO AVAL PARA COMETER CRIMES.
    NINGUÉM, SEJA PESSOA OU INSTITUIÇÃO, PODE SER SEU PRÓPRIO JUIZ OU SE COLOCAR ACIMA DA LEI.
    VERGONHOSA FRAUDE IDEOLÓGICA EM FAVOR DO CRIME E DA IMPUNIDADE.

  5. A justificativa do voto de Dias Tofolli parece mais a de um defensor de quadrilha do que de um ministro do STF. Ex-advogado do PT, parece que ainda não se deu conta da mudança. Será que um dia vai dar?

  6. É constrangedor o despreparo jurídico intelectual do Toffoli. Pode-se falar mal do Gilmar ou do Marco Aurélio, mas pelo menos eles conhecem relativamente bem o Direito. Toffoli é o fim da picada.

    1. Eu não quero o Toffoli para casar, não.
      É suficiente que ele se aprimore no STJ e esqueça seu passado comprometedor junto ao partido-quadrilha.

  7. Realmente era muito diferenteeee. Cunha n tinha nenhum amigo no STF, já o Aécio tem no bolso toda a turma de compadres $$$$$ na Corte mais o lobby de toda a ORcrim com medo do que está por vir