Toffoli diz que governo demorou para coordenar ações de combate à pandemia

O presidente do Supremo, Dias Toffoli, disse hoje que já criticou o presidente Jair Bolsonaro por causa dos pronunciamentos em que o presidente deturpou a decisão do STF sobre o combate à pandemia.

“Eu já fiz essa crítica. Fiz a defesa das decisões do Supremo, mesmo quando o presidente foi com aqueles empresários fazer pedidos ao STF. E eu respondi a ele: necessário que haja coordenação no combate à pandemia e que essa coordenação passa por uma unidade federativa, contatos com os outros poderes, com os governadores, com os municípios e com a sociedade civil”, declarou.

A crítica foi às declarações de Bolsonaro de que o Supremo o impediu de adotar medidas de combate à Covid-19. Na interpretação do presidente, o STF disse que só governadores e prefeitos podem editar regras de enfrentamento à pandemia.

Na verdade, o que o Supremo decidiu é que União, estados e municípios devem dividir as responsabilidades sobre as medidas de combate ao novo coronavírus, sem que o presidente governadores e prefeitos tomem decisões que contrariem uns aos outros. E decidiu também que todos devem seguir as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Ao fim e ao cabo, mesmo que isso também não tenha sido formalizado, passou-se a ter um diálogo maior. E espero que isso continue”, declarou Toffoli.

Leia mais: Bolsopetismo pró-impunidade: a aliança para enterrar a proposta de prisão após condenação em segunda instância
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários
TOPO