Toffoli interrompe julgamento do “Quadrilhão do MDB”

Toffoli interrompe julgamento do “Quadrilhão do MDB”
Foto: Fellipe Sampaio/ STF

O ministro do STF Dias Toffoli pediu um destaque e interrompeu o julgamento do “Quadrilhão do MDB”.

Com isso, o caso, que estava sendo analisado em plenário virtual, terá de ser julgado em sessão por videoconferência, sem data marcada.

O caso começou a ser analisado na última sexta-feira. 

Apenas o relator, Luiz Edson Fachin, havia votado pelo recebimento da denúncia apresentada pela PGR contra os senadores Renan Calheiros e Jader Barbalho, os ex-senadores Edison Lobão, Romero Jucá e Valdir Raupp e o ex-presidente da Transpetro e delator Sérgio Machado. Só o ex-senador José Sarney ficou de fora.

O grupo é acusado de receber R$ 864 milhões em propinas de contratos com a Petrobrás entre os anos de 2004 e 2012.

Leia mais: A prisão do deputado Daniel Silveira, que ofendeu ministros do STF num vídeo, é mais um capítulo da avacalhação da democracia brasileira.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO