Toffoli não pautará 7 a 1 contra Lula em setembro

Dias Toffoli disse hoje que não será pautado em setembro o julgamento do pedido de liberdade feito pela defesa de Lula e interrompido por pedido de vista de Ricardo Lewandwoski quando o placar estava em 7 votos pela rejeição contra 1 (de Marco Aurélio Mello) pela aceitação.

“A pauta [do plenário do STF] até setembro já está liberada. Essa pauta [o julgamento do recurso de Lula] não entraria nesse período. Se eventualmente o ministro Ricardo Lewandowski liberar para o plenário físico essa pauta, eu vou conversar com ele a respeito de quando ele gostaria de ver isso pautado. Mas ainda agora em setembro não será”, garantiu o presidente da Corte.

Para Toffoli, “dificilmente” haverá mudança no resultado – ainda que ele tenha contabilizado um voto a menos contra Lula.

“O fato é que nesse caso já houve no plenário virtual seis votos [foram sete] a favor da situação anterior e um divergente. Na minha opinião, eu penso, que como se trata de um recurso limitado, que são os embargos de declaração, e o tema foi extremamente debatido, muito dificilmente vai haver qualquer mudança.”

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 19 comentários
  1. A Gleisi já falou que ele será solto após a eleição. Os quadrilheiros de toga e os sem toga já traçaram todos os planos. Está tudo acertado. O Dirceu, inclusive, foi solto para facilitar para

    1. Fátima,não será em Setembro, tampouco Outubro, Novembro ou Dezembro. O Gal. Villas já “colou” o ex-comandante do Estado-Maior do Exército general Fernando Azevedo para “assessorá-lo no STF,

  2. Nem o Bom Dia deste petralha dá para confiar, ele é PETRALHA e uma vez petralha sempre petralha. Um petralha sai do partido dos petralhas mas o partido dos petralhas NUNCA SAIRÁ do petralha. Fim!