Toffoli não sabe o que está fazendo

Ao sugerir em sua decisão que o Coaf compartilhe com o MPF “dados globais” de movimentação bancária, Dias Toffoli demonstra total desconhecimento da matéria.

Dados globais não fazem o menor sentido, já que o sistema de prevenção à lavagem baseia-se em comunicação de operações atípicas e não em movimentação global financeira

Toffoli, provavelmente, está pensando na prática da Receita Federal de comunicar inconsistências entre renda declarada e movimentação financeira, o que se obtinha antes pela CPMF e agora pela Dimof (Declaração de Informações sobre Movimentação Financeira).

No caso do Coaf, a lógica é diferente, pois os bancos comunicam operações suspeitas de lavagem e que podem ocorrer em uma operação isolada, por exemplo.

Financiamento ao terrorismo, um dos alvos do Coaf (e do Gafi em âmbito internacional), normalmente, envolve operações fracionadas de baixo valor.

Comentários

  • Marcelo -

    Senhores, ele sabe muito bem o que está fazendo. Esse é o problema.

  • hailane -

    Esse sujeito vai continuar fazendo esse tipo de intervenção, até uma liderança se mobilizar para tirar ele do poder.

  • Luís -

    O advogadozinho petista pode nesta decisão contribuir para aumentar a criminalidade e aumentar os índices de violência, e como bom comunista ele quer ver o país falindo igual a Venezuela...

Ler 218 comentários