Toffoli: “Relação entre Estado e empresa é vista até hoje como algo criminoso”

Durante evento promovido pela revista Consultor Jurídico, Dias Toffoli defendeu nesta segunda-feira uma mudança de cultura na relação entre Estado e o setor empresarial.

“A relação entre Estado e empresa infelizmente é vista até hoje como algo criminoso, mesmo que ela seja feita dentro dos parâmetros legais, dentro do interesse público e sem nenhum tipo de falcatrua ou desvio”, disse.

“Assim como os coordenadores de despesa na União, nos Estados e municípios, nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário têm hoje medo de assinar qualquer coisa, o que trava as obras, as empresas também enfrentam essas dificuldades de como se relacionar com poder público sem achar que está, ao conversar, criando alguma dificuldade.”

Conheça as questões definidoras do futuro governo — e do Brasil AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 110 comentários
  1. Esse advogado presidente de juizécos é presidente do supremo ou relações públicas. A corrupção só chagou ao cúmulo, por causa de um judiciário sangue suga e mancomunados com os políticos co

  2. Desde que o PT assumiu o governo, os empresários ficaram órfãos e perseguidos por uma organização criminosa comunista, onde fazia suas ações através da cut e sindicatos, acabando com as empres

  3. ASQUEROSOS, esse “presidente” do supremo e seus pares! Por que no te callas, filhote do pt? Querem manter as mamatas dos PF (leia-se Pagamentos p Fora, propina, em bom português!), né, toffoli?

  4. Dias Toffoli e citado na delação da OAS, recebeu favores da empreiteira, agora que legalizar as negociatas, talvez a mesada de 100 mil seja pouco, o aumento do STF não resolve o problema…

  5. “Servidor público” receber favores de empreiteiras? Especialmente se estas, estão sendo investigadas por corrupção!? TÓFFOLI, Ou se deve estar calado ou falando algo que valha mais que o silên

  6. Podia bem calar a boca! O povo já o conhece bem e as suas palavras gozam de descrédito total. Que lhe dê sorte o aumento que articulou, ainda que representando mais sacrifício para o povo!

  7. Pior mesmo é o cara se achar capaz de ser presidente do STF sem nunca ter conseguido passar num concurso pra Juiz. E ainda receber 100 mil por mês da mulher em uma negociata secreta. Vergonha

  8. Nós contribuintes somos estúpidos e não sabemos que relacionamentos criminosos ocorrem entre pessoas e não entre o Estado e as empresas. O ato criminoso é de pessoas de carne e osso.

  9. Acho que esse Sr. deve ser de outro planeta. O quê que ele quer que os brasileiros pensem sobre a relação estado/empresa. Todas notícias de crimes cometidos nessa relação ele deve achar que são

    1. Homem público cuida de sua reputação. Não é bom para ninguém que o nome dele seja seguido de anexos, como FDP. Cassio crê que FDP significa Filho da Pátria. Que diria Iago, o corruptor?

  10. Em primeiro de janeiro, O Antagonista tem que colocar o titulo da revista Crusué ” Mensalidade de 100 mil mensais, com acumulado de 4,5 milhões”. O Ministro Moro tem trazer a luz solar sobre o fat

    1. Um vigarista que não sabe nada de Direito e é presidente do STF. Se bem que esse STF merece ter um traste desse, como presidente

  11. nenhum gestor publico de qq nivel ou ministerio,qq gestor de empresa,de orgão que esteje agindo dentro da lei, com honestidade e interesse etico ,justo e necessario teme assinar o que é do interesse

  12. O ex-devogado do pt ta defendendo as ideias marxistas q nos colocaram nessa situacao de MERDA TOTAL.Se sobrou general ai mandem 1 para aconselhar esse estrume.Senao tiver manda um cabo mesmo.

  13. Espero que não tenham pago esse JUMENTO para falar essa bosta! Ele diz ” até hoje” como se a Lava Jato tivesse acabado há décadas. Esse idiota é o Presidente da nossa Suprema Corte.

  14. Que outro raciocínio poderíamos nós, pobres mortais, esperar desse STF que está aí? Um STF que concede “liberdade plena” a um sujeito com mais de 30 anos de pena a ser cumprida? Esperar o quê?

  15. Por isso sou a favor de que o governo privatize tudo, ficando só com saúde, educação e segurança. Isso evitaria de fazer pressão sobre as empresas pra receber propinas senão a empresa não ganh

  16. Tá, agora me conta aquela do papagaio.A obrigação essencial do Estado é regular e fiscalizar o cumprimento das regras na sociedade, não ter os seus atos ditados pelos interesses escusos de empres

    1. Segundo a Veja, Min. do STF recebeu a visita de Leo Pinheiro para vistoriar infiltrações na casa, local nobre em Brasilia. Esta relação de público x privado também não seria criminoso, Sr. Tof

  17. Esse Juiz é meio dispersivo o que ha é a promiscuidade generalizada entre o público e privado especialmente quando, contratos são apenas simbólicos sem valor jurídicos, aceitando tdos tpos d ade

  18. EStado empresa? sei.. com escravos trabalhando quase de graça para dar lucros e pagarem seus diretores ? como as ‘zelite do poder estatal aparelhado de burocratas cleptocratas como a China?

  19. O $TF, não tem moral pra nada.. não fazem nada que beneficie o povo…não dão o exemplo e lamentavel. Estão armando o tempo todo. No final do mandato o vampiro abriu as pernas ta entrando tudo.

  20. Por que será que a relação entre Estado e empresa é vista como algo criminoso? Devemos achar “normal” o pagamento de propinas para ganhar licitações? Devemos achar “superfaturamento” normal?

    1. Por fim, devemos achar normal toda a pilantragem que rola entre Estado e empresas, apesar das vidas que agonizam nas filas do SUS, porque faltam vagas, remédios e até insumos?

    2. Devemos achar normal que legisladores e governantes aprovem leis por “encomenda e paga”, para assegurar os interesses de empresas?

  21. Continuem prendendo e mantendo presos aqueles que são pegos em falcatruas, que isso vai se resolver. O problema é que o partido do qual o Toffoli foi advogado, só fez falcatruas nos últimos 15 ano

  22. Mas não é por isso que Lula esta preso e toda corrupção petista que a “relação entre Estado e empresa é vista até hoje como algo criminoso”você próprio Toffoli dizem se beneficiou em refor

    1. Governo tem que zelar pelo país, ao invés de zelar pelos interesses das empresas. E tem que ter moral para olhar nos olhos do empresário e dizer NÃO AO SUPERFATURAMENTO e NÃO À PROPINA.

    1. Ou “comunismo empresarial” … Horrível essa contradição do termo mas até que se conheça onde é o fundo do poço fico com a perplexidade.