Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Tolentino nega ser sócio da FIB Bank; senadores apontam contradições em depoimento

Parlamentares afirmaram que o advogado é administrador de pelo menos cinco companhias ligadas ao grupo societário que deu garantia financeira à Precisa
Tolentino nega ser sócio da FIB Bank; senadores apontam contradições em depoimento
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Ao longo de seu depoimento à CPI da Covid, o advogado Marcos Tolentino negou ao colegiado qualquer relação societária com a FIB Bank. Apesar disso, os senadores revelaram que Tolentino possui procuração para agir com plenos poderes em favor de pelo menos cinco empresas de um dos sócios da FIB Bank, o empresário Ricardo Benetti.

Isso, segundo os parlamentares, comprovaria que Tolentino é sócio da empresa. A FIB Bank foi a fiadora do contrato entre o Ministério da Saúde e a Precisa Medicamentos para a compra da Covaxin. Segundo os senadores, a empresa apresentou uma garantia fria.

“”Não existe no direito brasileiro uma procuração com poderes irreversíveis para vender e comprar e sem dar prestação de contas. Porque isso caracteriza e crava, de acordo com a jurisprudência, que a pessoa passa a ser proprietária. A partir do momento em que a Pico do Juazeiro entregou para ele uma procuração absoluta, com poderes irreversíveis, ela falou: ‘toma, que o filho é seu’. A Pico, que é sócia do FIB Bank, deu para Tolentino a sociedade da FIB Bank.”, declarou a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Segundo a CPI, Tolentino possui procuração para agir com plenos poderes nas empresas Benetti Invest, a B2T Representação Ltda, a R. Benetti Consultoria, a Anvic Participações e a Picos do Juazeiro. Todas têm Ricardo Benetti como sócio. Nas procurações, Tolentino está autorizado a abrir contas, vender ativos e está isento do processo de prestação de contas.

O advogado declarou à CPI que conheceu Ricardo a partir de seu pai, Ederson Benetti. Tolentino admitiu que foi sócio de Ederson Benetti, que já é falecido, em outros empreendimentos, mas não citou quais. Após a morte de Ederson, Tolentino passou a representar os interesses de Ricardo. Tolentino admitiu que é sócio de Ricardo Benetti na administração de imóveis e de precatórios.

Durante a sessão de hoje, Tolentino evitou responder questionamentos sobre as empresas de Ricardo Benetti e sobre o controle societário de várias empresas. O advogado se negou a responder quem era o real dono da FIB Bank, empresa que tem como principais acionistas a Pico do Juazeiro e a MB Iguaçu, segundo a CPI da Covid. A MB é a acionista majoritária da FIB Bank.

De acordo com a CPI, a MB e a Pico estão sediadas no mesmo endereço: Avenida Ibirapuera, 2.120, em São Paulo. Além destas, o endereço também abriga um dos escritórios de Marcos Tolentino e uma outra empresa ligada ao grupo de Ricardo Benetti, Maquetes & 3D.

Durante o depoimento, Tolentino negou também ter qualquer relação comercial com Jair Bolsonaro ou com o líder do governo Ricardo Barros (PP-PR). “Estive com ele em alguns encontros, meramente casuais”, disse Tolentino, sobre eventuais tratativas com o presidente da República. Sobre Ricardo Barros, Tolentino resumiu. “Minha relação com ele é de amizade”.

Mais notícias
TOPO